sábado, 3 de agosto de 2013

Lembranças - #Filme2

Olá Jardineiros!

O post de hoje é para falar sobre um filme que assisti e assim que terminei pensei:  "tenho que resenhar no Jardim!", mas antes de falar do filme quero dizer a vocês que diminui a frequência de posts novamente porque minhas aulas já estão a todo vapor e não estou tendo muito tempo, nem para ler, nem para criar posts para o blog, mas descarto a possibilidade de encerrar as atividades ou até mesmo dar um tempo. Amo escrever aqui e compartilhar esse lado da minha vida com vocês.

Voltando ao que interessa, vamos ao filme:


Confesso para vocês que resolvi assistir ao filme só porque Robert Pattinson era protagonista - desculpem aos que discordam, mas ele é lindo!!! - porém, embora receosa pela escolha não ter tido nada e ver com o roteiro e depois acabar sendo quase duas horas de arrependimento, me rendi e assisti.

O filme começa com uma cena de uma mulher com uma menina na estação de metrô. Elas são mãe e filha e estão sozinhas esperando o metrô e a mãe percebe uma movimentação estranha de dois rapazes. Ela é assaltada e depois assassinada na frente da menina. O pai da menina é um policial que vai até onde estavam as duas e leva a menina para casa.

Dez anos se passaram. Agora a história passa a ser contada com enfoque em Tyler Hawkins, um jovem rebelde de 21 anos. Tyler divide apartamento com Aidan e os dois aprontam algumas pela cidade. Em uma noite, eles haviam saído para beber e testemunham uma briga na rua. Tyler se envolve na briga tirando partido de uma das partes e acaba sendo preso pelo policial Neil Craig, pai de Ally Craig, a menina que testemunhou o assassinato da mãe na estação de metrô. Aidan, Tyler e Ally são colegas na escola e assim que Aidan descobre que Ally é filha do policial que os prendeu, convence Tyler a persuadir-la como forma de vingança ao pai. Tyler aceita e eles acabam se apaixonando.

Tyler tem um relacionamento complicado com o pai desde que seu irmão mais velho cometeu suicídio. Ele acha que o pai dá mais atenção aos seus negócios do que aos filhos, Tyler e Caroline. A menina é tímida e retraída, sofre muito na escola e não gosta do pai. Tyler resolve que precisa fazer alguma coisa e tenta mostrar ao pai o que está acontecendo.

O romance de Tyler e Ally passa por problemas quando ela descobre o porquê de Tyler ter se aproximado dela, mas ela o perdoa e eles ficam bem.

Tyler passa a sua vida toda perdido. Ele sente falta do seu irmão e é revoltado pela maneira que seu pai vive e trata os filhos. Isso faz ele questionar a razão da sua vida e o que realmente vale a pena.

O filme é um drama bastante envolvente. Aidan, o amigo de Tyler é muito engraçado. Os problemas e a personalidade dos protagonistas são bem construídos. Mas a emoção mesmo acontece apenas no final. O mais fofo durante todo o filme não é nem o romance de Tyler e Ally, mas sim o relacionamento de Tyler com a irmãzinha.

Para compensar a falta de emoção durante o filme o final é de chorar rios! O desfecho é bastante trágico. (antes que me acusem de escrever spoilers adianto que isso diz na Wikipédia) Tyler é convidado pelo pai para ir ao seu escritório para resolver com os advogados o problema do bulling sofrido pela irmã.
Era uma terça-feira, pela manhã, no dia 11 de setembro de 2001, Tyler estava na janela do escritório do pai, em New York, no World Trade Center (as torres gêmeas).

Não preciso dizer mais nada né? Choreeeeei litros e litros!!! O final é muito emocionante!

Eu já fui muito emotiva, de chorar por qualquer coisa, mas agora estou mais durona, então, para me fazer chorar não é qualquer filme. Só assistindo mesmo pra entender o que eu senti no final do filme e que fez valer a pena os 105 minutos assistindo.

Essa é a dica para o find. Deixo o trailer para vocês.
Assistam o filme e depois me contem o que acharam e quem já assistiu deixa nos comentários a sua opinião.


Beijinhos
guria do blog (hahahaha)
Sabrina Gonçalves

4 comentários:

  1. Acredita que eu não conhecia o filme, Sabrina? Vou correr pra ver. Gostei.

    Abraços,
    Igor Gouveia
    http://www.diariodebordodeumleitor.com/
    (Espero seu comentário lá.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Igor!
      Assiste mesmo, o filme é ótimo.
      Abraços

      Excluir
  2. Querida amiga

    Recomendar
    um filme,
    é revelar
    também
    um pouco de nossas vidas.

    Que em teu coração,
    a vida possa dançar
    a música da alegria.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante.
É ele que vai me ajudar à avaliar meu trabalho.
Por isso, sinta-se a vontade para fazer seus comentário sobre tudo por aqui.
Adoro ter você no Jardim.
Volte sempre!