sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Comprinhas de final de ano - bônus Submarino

Olá meus amores e amoras!
Que saudade de vocês e do meu cantinho!!!

Depois de um tempão sem dar um chego aqui, resolvi dar as caras para pedir desculpas pelo sumiço e nada melhor do que mostrar as comprinhas para se desculpar néh? 'haha

Boa parte dos livros que eu compro (quase todos) são da Submarino. Para a minha região é a melhor, pois o frete é bem baratinho. Na Saraiva quase desmaio toda vez que calculo o frete de um livro, para compensar o frete o volume de compras tem que ser grande. Então, devido as compras de livros e outros itens no site da Submarino acumulei um bônus de R$ 100,00!! Claro que eu ia trocar por livros néh.

Já estava com a listinha pronta, com quatro livros dos meus desejados, porém entrando na página da livraria eis que vejo um box com os cinco primeiro volumes das Crônicas de Gelo e Fogo. Não li nenhum deles ainda, mas são muito bem avaliados, então resolvi comprar. E o melhor de tudo que vou pagar apenas R$ 26,00 incluindo o frete!! Bom d+!

Uma foto dos meus lindinhos para vocês verem:
Coloquei junto com a minha coleção do tio Nich :p


Em breve estarei de volta (pelo menos espero!) com resenhas e muito mais.
Beijinhos
A guria do blog
Sabrina Gonçalves

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Comprinhas e participação no IX Enpec

Olá meus queridos leitores!

O post hoje é direto do hotel Plazza em Águas de Lindóia - SP. Estou participando do IX Enpec - Encontro Nacional de Pesquisa em Ensino de Ciências. Apresentei trabalho hoje pela manhã, e segundo minhas profs fui super bem 'hahaha'.

Claro que eu não poderia perder essa oportunidade de comprar uns livrinhos da minha área com desconto. Olhem só as minhas comprinhas:


A maior parte são livros de física que é a minha área e outros são necessários para escrever trabalhos e preparar aulas e o melhor de tudo é que comprei alguns deles pela metade do preço!

Quando eu chegar em casa retomo novamente as atividades em nível normal por aqui.

Beijinhos

Sabrina Gonçalves

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Resenha - Sangue de Tinta, Cornelia Funke


Funke, Cornelia. Sangue de Tinta/ Cornelia Funke; ilustrações Cornelia Funke; tradução Sonali Bertuol. - São Paulo : Companhia das Letras, 2009.
Título original: Tinterblut.

Pode conter spoilers para que não leu o primeiro livro.

Sangue de Tinta é o segundo livro da trilogia Mundo de Tinta que começa com o livro Coração de Tinta resenha aqui), que possui adaptação cinematográfica. A trilogia conta a história de Mortimer (Mo), um encadernador que tem o dom de trazer seres das histórias que lê em voz alta. Sua filha Meggie também possui o dom. Na primeira aventura da série as palavras desempenham um papel importante, decisivo no destino dos personagens e no segundo livro não poderia ser diferente.

Dedo empoeirado faz a abertura do livro quando encontra um leitor que possui o dom de Mo e Meggie. Orfeu, como assim se denominou, é capaz de trazer seres de todas as histórias que desejar, e aparentemente melhor do que Mo já que ninguém entra na história no lugar de quem saiu. Dedo Empoeirado vê em Orfeu a oportunidade de voltar para o Mundo de Tinta e para sua amada que ficou no livro. Farid deseja ir junto, mas Orfeu engana-os e envia somente Dedo Empoeirado de volta.

Todos vivem felizes na casa de Elinor. Dárius agora é seu bibliotecário e Mo mudou-se definitivamente para lá junto com Resa e Meggie. Um ano após a morte de Capricórnio sua paz é novamente perturbada quando Farid aparece na casa de Elinor com a notícia de que Basta e Mortola querem vingança e virão atrás de Lingua Encantada (Mo). O menino trouxe juntamente consigo o livro que Orfeu usou para enviar Dedo Empoeirado de volta e a páginas com as palavras lidas por Orfeu na ocasião. Sua intenção é pedir ajuda à Meggie, para que ela lhe conceda o desejo de estar junto com Dedo Empoeirado.

Meggie decide ajudar Farid, porém decide ir junto. Neste instante Meggie consegue aquilo que muitos leitores tentaram em vão: através de sua própria leitura ela é enviada ao Mundo de Tinta juntamente com Farid e com a marta de estimação de Dedo Empoeirado, Guiwin, que por precaução foi deixado para trás pelo cuspidor de fogo.

O desaparecimento de Meggie causa muita tristeza e desespero em todos, porém o pior ainda estava por vir quando a campainha toca... Mortola, Basta e Orfeu encontram Mo. Movida pelo seu desejo de vingança, Mortola ordena a Orfeu que envie à ela Basta e Mo para o Mundo de Tinta onde encontrarão Meggie para que seja realizada a vingança.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Quando todos são enviados ao Mundo de Tinta e a história começa a acontecer lá, a sensação é maravilhosa! É como entrar no Mundo de Tinta junto com os personagens. A história possui uma dinâmica incrível! Todos os personagens são bem amarrados a trama, todas as histórias em sintonia, como um mundo de verdade. Não senti nenhuma lacuna durante a história. Tenho que admitir que a descrição excessiva de algumas coisas tornam a leitura por vezes cansativa, mas depois que nos envolvemos é difícil largar.

Todos os personagens possuem uma identidade definida e isso fica mais claro ainda no segundo livro. São personagens autônomos, com um toque de fantasia, mas extremamente reais ao mesmo tempo. Tempero sob medida. Meus preferidos são Dedo Empoeirado e Mo.

Dedo Empoeirado tem um papel de herói na história, porém não é aquele cara perfeito e destemido, pelo contrário. Sua fraquezas e peculiaridades são reais e acabam tornando um personagem de destaque. Sua confusões de sentimentos dão um toque real ao cara que fala com o fogo.

Mo, assim como Dedo Empoeirado, possui características extremamente reais, comuns. O maior fascínio do personagem é seu dom e sua voz. Sua relação com a filha também merece papel de destaque desde o primeiro livro. É realmente encantador.

Esse livro possui uma característica que, para mim, é decisiva: é muito envolvente!
Durante a leitura por várias vezes me peguei falando alguma coisa a respeito de uma cena, por exemplo:
Quando Meggie entra no livro minha primeira reação foi dizer: "Que burra Meggie!".
Prendi a respiração quando Mo quase morre e só voltei a respirar normalmente quando finalmente a história revela que ele não morreu.

Como a história de Coração de Tinta é sobre outra história, outro livro, dá vontade de ler o livro também. Dá vontade de conhecer a história de Fenóglio. A sensação que passa é a mesma de quando as pessoas então comentado sobre um livro que você ainda não leu, dá vontade de conhecer a história para poder interagir. É como uma conversa. Aos poucos a história de Fenóglio vai sendo revelada dentro do livro. É como se o Mundo de Tinta realmente existisse e alguém estivesse contando sobre ele.

Claro, nem tudo são flores, achei o final um pouco confuso. Na verdade o livro deveria ter terminado alguns capítulos antes, mas ele tem continuação. Alguma coisa teria de ficar para trás mesmo.

Dei nota 4.5 para esse livro (em uma escala de 1 à 5).

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quotes:
"Meggie não encontrou fadas azuis, mas viu borboletas, abelhas, pássaros, teias de aranha ainda prateadas de orvalho, embora o sol já estivesse alto, lagartos, coelhos...Ouviu sussurros e crepitações, batidas, estalidos e chiados ao seu redor, arrulhos, silvos, trinados. Aquele mundo parecia explodir de tanta vida e, ao mesmo tempo, parecia tão tranquilo, tão maravilhosamente tranquilo como se não existisse tempo, como se cada momento não tivesse nem começo nem fim." p.102

"Para sempre? - Feenóglio pronunciou essas palavras como se não houvesse nada mais ridículo no mundo. - Nada dura para sempre. E nada melhor pode acontecer as palavras do que serem cantadas por um saltimbanco! Sim, é verdade, elas se alteram quando isso acontece, a cada vez são cantadas de uma maneira diferente, mas isso não é maravilhoso? Uma história que sempre está com roupa nova quando se volta a ouvi-la, existe algo melhor? Uma história que cresce a dá flores como algo vivo!" p.226

"Como sua voz tremia. Céus, o amor era uma praga. Quem afirmava algo diferente nunca sentira o maldito tremor no coração." p.443

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sabrina Gonçalves

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

#unhasdasemana

Olá meninaaas!

Vou postar hoje a coluna mais feminina da semana! #unhasdasemana

Pois é, estou devendo várias... acabei fazendo apenas o primeiro post da coluna, mas estou de volta com todas as que ainda não havia postando. Lá vai:

Essa primeira é a minha parte na campanha outubro rosa. Resolvi tirar a foto com meu filhinho emprestado do momento. O rosa mais escuro é da coleção nova da Avon e o mais claro é da Ludurana. O desenho é de uma plaquinha da Konad.


Esse foi num dia sem inspiração ai resolvi tirar a foto com um bombom pra melhorar. Foram as unhas do dia das crianças. As flores fiz com uma plaquinha de carimbos da Avon e esmalte amarelo da Marchet. O esmalte rosa é da Avon (não vem mais na revista).

Esse verdão lindo ai em baixo foi uma colega que me emprestou (pintei as unhas na hora do intervalo das aulas, fiz uma prova de física pegando a caneta no maior cuidado 'hahaha'). Ele é da coleção regular da Beuty Color. O desenho da filha única fiz com uma plaquinha da Konad e um esmalte prateado da avon.


Com essa unha eu vivi um caso de amor e ódio 'hahaha'. Fiz correndo, quinze minutos antes de sair para a aula. O carimbo não ficou forte como eu desejava e acabei não gostando, mas ai todas as gurias que viam elogiavam e acabei gostando no final. O esmalte roxo é da Avon (foi tirado do catálogo algumas campanhas atrás) e o branco é da Marchet. O carimbo é da Konad.


Essas são as unhas do momento. Nelas eu usei um esmalte rosa da Avon, da coleção de verão do ano passado. Para o fundo branco do desenho usei o branco da Marchet e o desenho da Marie é dos adesivos que eu faço em casa. Acabei cometendo uns errinhos na hora de aplicar o adesivo e para "emendar" acabei fazendo essas francesinha e inglesinha que ficaram péssimas! Resumindo: estraguei mais ainda.


Essa última usei no XVII congresso da Umadecs (União da Mocidade da igreja Assembléia de Deus de Caçapava do Sul). Como base usei o famoso renda da Risqué. Para a pauta (notinhas) usei esse lindão ai da Beauty Color e uma plaquinha da Konad. Não sei se vocês repararam, mas na filha única  usei um carimbo de unha inteira da Konad com um esmalte dourado da Avon. Ficou bem fraquinho, mas deu o toque final. Pena que a foto não esteja mostrando bem.


Essas são as unhas que eu estava devendo meninas. As fotos não estão muito boas. Tirei no celular. As cores dos esmaltes não estão bem fiéis, mas estão bem próximas. Espero que tenha gostado.

Beijinhos
A guria do blog.
Sabrina Gonçalves

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Meta de leitura: como anda a sua?

Outubro acabando, natal chegando... reveillon... meu Deus! O ano acabou!


Estamos a apenas nove semanas de 2014 quando eu finalmente tenho um tempinho pra matar no Skoob. Todo mundo sabe (talvez nem todos) que o Skoob tem um sistema bem legal onde você pode adicionar livros à sua meta de leitura. Mesmo pessoas que não usam o Skoob costumam a criar suas metas de leituras, para tentar se superar ano após ano ou apenas para definir alguns livros para ler durante o ano.

2013 estava apenas com 2 dias de vida quando defini minha meta para este ano. No inicio coloquei trinta e poucos livros, depois aos poucos fui adicionando livros que comprei e outros lançamentos até fechar aproximadamente um livro por semana.

Agora aos 45 do segundo tempo resolvi dar uma olhadinha na situação e me apavoreeeeiii!

Gente, consegui ler apenas 15 livros até agora! Resumindo, não vou conseguir ler nem a metade do previsto.

Sendo assim decidi mudar a tática para o próximo ano. Vou adicionando livros aos poucos. Conforme vou conseguindo ler. Não que isso vá me satisfazer. A minha meta na verdade é ler um livro por semana, e vou conseguir!

E vocês, como está a meta de leitura? Vão conseguir cumprir ou não fazem meta de leitura?

Beijinhos e até o próximo post.

Se possível leia a ultima resenha que postei: O Milagre

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Resenha - O Milagre, Nicholas Sparks


Sparks, Nicholas. O milagre; Editora Agir; Rio de Janeiro: 201
Titulo original: True believer

O milagre conta a história do casal Lexie Darnell e Jeremy Marsh. Jeremy é um jornalista de Nova York que tem uma coluna na Scientific American. Lexie é bibliotecária na biblioteca municipal de Boone Creek. O destino dos dois se encontra quando Jeremy recebe uma carta de Doris McClellan convidando-o para ir até Boone Creek na tentativa de solucionar o mistério que envolve misteriosas luzes em um cemitério da cidade.
Jeremy não acredita em manifestações sobrenaturais e dedica sua carreira a desvendar "mistérios" envolvendo pessoas com poderes de leitura de mente, adivinhações e casos parecidos com o das luzes no cemitério. Porém existe outra coisa que faz parte de suas descrenças que irá surpreende-lo nesta viagem.

O cidade de Boone Creek não parece ter muito a oferecer à um cara que nasceu em Nova York. Todas as pessoas se conhecem, não acontecem muitas coisas.. é o tipo de cidade onde as pessoas gostariam de criar seus filhos, mas não onde um cara como Jeremy gostaria de passar o resto de seus dias... Até conhecer Lexie é claro.

Lexie por outro lado é apaixonada pela cidade e experiências ruins na cidade grande fizeram-na se apegar mais ainda. Tem sua vida feita aqui e sua única família, sua avó Doris, são os motivos que não a fazem querer sair.

Experiências ruins no passado fizeram com que ambos desacreditassem no amor, porém, em uma semana o destino irá mostrar à eles que ainda vale a pena acreditar no amor. Suas convicções serão colocadas a prova e eles terão que fazer uma escolha difícil entre seu amor e suas vidas.


O Milagre não foi um dos livros do Nicholas que mais me emocionou, porém este tem um diferencial dos outros livros do autor: os personagens centrais possuem uma personalidade muito definida, diferente de outros como o casal de Um Amor para recordar. Outra diferença que notei foi que a história além dos personagens foi melhor explorada. Todo o contexto da cidade, dos personagens secundários da história. Tudo isso foi bem construído e bem amarrado. Não encontrei nenhuma lacuna ai. Para quem não gosta tanto da "melosidade" (que eu adoro) dos romances do Nicholas vai gostar deste.

A história tem sua continuação noo livro À primeira vista. Já comprei e está na minha meta de leitura. Espero lê-lo em breve.

Gostaria de saber a opinião de vocês sobre o livro. Quem já leu deixa nos comentários e quem ainda não leu, leria?

Beijinhos
A guria do blog.
Sabrina Gonçalves

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Finalmente férias!

Olá meus amores!!

Hoje é um dia muito feliz para mim. Finalmente entrei em férias e aprovada em todas as disciplinas do semestre! Para comemorar, antes mesmo de sair da universidade já tive que abraçar alguns queridinhos da estante da biblioteca. Nunca a biblioteca foi tão encantada como hoje... Me senti assim quando entrei lá:



Trouxe para me deliciar durante as férias três livros da minha meta de leitura no Skoob:
Cemitério de Praga, Umberto Eco
Sangue de Tinta, Cornélia Funke
Morte de Tinta, Cornélia Funke

Quero terminar a trilogia mundo de tinta nestas férias mesmo e ver se consigo terminar o volume único de As Crônicas de Nárnia também. São várias atividades previstas, espero dar conta de todas elas.

Beijinhos meus amores e até amanhã com resenha nova no blog.
A Guria do Blog
Sabrina Gonçalves

sábado, 12 de outubro de 2013

Tio Nicholas =)

 
Aaah tio Nich.... sempre criando personagens inesquecíveis. <3
 
Vi essa imagem no face e não resisti e vim logo postar aqui. Todo mundo sabe que sou super fã do Nicholas Sparks. Amo os romances dele e tenho quase todos. No momento estou lendo um livro dele.
 
A leitura do momento é O Milagre, já passei da metade e vim aqui contar para vocês o que estou achando do livro.
 
 
Os personagens da vez são o jornalista Jeremy Marsh e a bibliotecária Lexie. Ela é uma mulher muito encantadora e de personalidade forte. Ele desacreditou no amor depois de sua separação e vive apenas para o seu trabalho e diversão. Jeremy vai até a cidade onde Lexie mora para investigar luzes estranhas que aparecem a noite em um cemitério. Como é na biblioteca da cidade em que se encontram documentos que relatam o desenvolvimento da cidade e informações sobre a lenda, Jeremy passa boa parte do tempo junto de Lexie que no inicio até tenta resistir ao charme do jornalista, mas agora ambos estão começando a ceder e se envolver nesse romance.
 
Estou gostando bastante da leitura. No inicio estava boa, mas não tão envolvente assim, agora está boa e extremamente envolvente. Assim que terminar de ler posto a resenha oficial aqui para vocês.
 
Um grande abraço e bom find.
Beijinhos
A guria do blog
Sabrina Gonçalves

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Vicio!

Olá galera!

Como todo ser humano sou suscetível a erros e vícios. A maior parte dos vícios que nós temos geralmente está relacionada de alguma forma ao dinheiro. Todos os vícios precisam ser mantidos e o mantimento é o dinheiro.
Além de ser apaixonada por ler eu sou viciada em comprar livros. Tenho vários na minhas estante que ainda não foram lidos, mas já estou pensando nas próximas compras. Mas como toda boa mulher tenho que ter outro vício que esteja mais relacionado a cuidados e beleza ou então chocolate. Como estou em dieta e não pretendo perder tudo o que já conquistei até aqui (-14kg \o/) não posso me dar ao luxo de me viciar em chocolate, então meu vício são pequenos vidrinhos com pigmentos diversos. Um composto químico com cheiro bem forte algumas vezes, altamente viciante e que tem o poder de esvaziar sua conta bancária rapidinho... Sim! Esmaltes! Muuuiitoos deles!
Atualmente minha coleção conta com 177 vidrinhos de diferentes marcas e semana que vem chegam mais seis da Avon. Não tenho uma periodicidade de compra. Compro quando me dá na telha ou quando estou na TPM ou na TPP (Tensão Pré Prova). Adoro diferentes cores e texturas. Cintilantes, amarelos, cracklados, vermelhos, cremosos, azuis, duo efect, verdes, fluorescentes, rosas, foscos, marrons, holográficos, preto, flocados, branco, translúcidos, nude... ufa!
Como eu uso este espaço para dividir o meu vício dos livros resolvi que vou dividir também o meu vícios dos esmaltes. A partir de agora vou postar, todas as semanas, as unhas que eu fizer e informações sobre os produtos que eu usar.
Meninos que acompanham o blog, por favor, não se sintam deslocados! Aproveitem as dicas para conquistar alguma viciada em esmaltes que vocês conhecerem por ai ;)

Então, o primeiro post da coluna vai ser uma unha que fiz semana passada, inspirada na tendência Navy.



Para fazer essa unha eu usei:
Base fortalecedora e fixadora de esmaltes com minerais (Avon);
Esmalte Paixão (Avon) - é o vermelho;
Esmalte Fun (Marchet) - é o azul;
Esmalte Bianco (Marchet) - é o branco;
Para fazer a filha única usei: (meninos, não fiquem boiando, filha única é quando pintamos apenas a unha do dedo anelar ;) )
Plaquinha com desenhos para carimbo da Avon - uma que vem com quarenta e poucos desenhos;
Carimbo e espátula - vieram junto com a plaquinha;

Kit de pincéis que também comprei na Avon - um kit que veio com três pincéis específicos para Nail Art.
Para finalizar passei um top coat da Risqué.

Até o próximo post com mais uma atualização sobre os meus vícios "hahaha'
A guria do blog.
Sabrina Gonçalves

domingo, 29 de setembro de 2013

Lançamentos#3

Olá meus amores!

Passei aqui hoje para trazer um lançamento que nem é tão lançamento assim -'haha'- mas eu quero falar dele. É o livro E Se Fosse Verdade do Marc Levy. Eu li esse livro à dois anos atrás. Na época li em ebook e como não trabalhava ainda, não tive como comprar a versão impressa e acho que só iria encontrar em sebos. Agora a editora Objetiva lançou pelo selo Suma de Letras a nova edição. Como quando eu li me apaixonei pelo romance obviamente fiquei louquinha para comprar e será uma das minhas próximas compras. Também achei a capa bem criativa.


Quem quiser saber um pouquinho mais sobre o livro, ou já conhece e quer saber minha opinião, eis o link da resenha → E Se Fosse Verdade
Quero lê-lo novamente e escrever uma nova resenha para postar aqui. Espero fazer isso em breve!

Uma ótima semana para todos nós.
Beijinhos 
guria do blog.
Sabrina Gonçalves

sábado, 21 de setembro de 2013

O dia de hoje me lembra uma história...

Olá Jardineiros!

Navegava eu pela internet hoje a noite e como de costume entrei na página da Google para entrar no blogger.com e vi o Doodle do dia da árvore. Imediatamente (não tão de imediato assim) me lembrei da minha época de menina nas séries iniciais do ensino fundamental. Sempre fazíamos na escola um cartaz com algo relacionado ao dia da árvore, porém com o tempo, conforme as séries iam exigindo mais estudo, o costume foi cessando. 



Mas, ainda recordando os tempos de escola, lembrei de um livro que li para resenhar na disciplina de língua portuguesa, o famosíssimo "A Árvore que Dava Dinheiro". E o livro não faz por menos e merece a fama. Só quem já leu sabe o quanto são inesquecíveis os habitantes da cidade de Felicidade. O velho "munhéca" que não usava as escadas da frente para não gastar o mármore, a "Preta Velha" que trabalhava a tantos anos na casa dele e conhecia os achaques do velho como ninguém. O estranho último pedido das três sementes que foram plantadas na praça. A muda que foi regada pelo xixi do cachorrinho. Os velhos que ficavam sentados na praça caminhando olhando para  chão. A catastrófica história das árvores de dinheiro que encheram rapidamente os quintais de todas as pessoas e que mais rapidamente ainda destruíram toda a cidade. Em fim, a história é memorável!

Bom domingo e uma ótima semana para todos nós!
Beijinhos
A guria do blog!
Sabrina Gonçalves

sábado, 14 de setembro de 2013

Pausa para respirar.

Olá meus queridos leitores!
 
A frequência de posts por aqui não anda baixa, anda baixíssima! Estou bastante chateada com isso, mas é por uma boa causa.
 
Como vocês sabem estou cursando faculdade e quem já fez ou está fazendo curso de nível superior sabe como é. E quando se trata de universidade federal a exigência é maior ainda! Mas não vim aqui para reclamar do meu curso, pois eu AMO minha licenciatura em ciências exatas! O post de hoje é só uma pausinha nos meus afazeres diários para contar para vocês como andam minha vida e minhas leituras.
 
Como eu disse no inicio a frequência de posts é baixa devido a minha faculdade. Tenho muitas leituras de lá para fazer. Embora meu curso seja de ciências exatas eu tenho que ler e escrever muito. Gosto de ler sobre educação e escrever também, porém essas atividades acabam consumindo quase todo o meu tempo. São apenas quatro anos, mas até esse tempo passar (agora faltam só 2 anos e 3 meses) vou ter que me conformar e deixar algumas atividades em segundo plano se quiser ter sucesso na minha carreira.
 
Como eu disse, leio muito! Mas não são meus queridos livrinhos de romance, ficção, fantasia e etc. São as bibliografias indicadas pelos professores e outros livros da área. Hoje por exemplo estou lendo Evolução das Ideias da Física do professor Antonio Pires. Não foi uma bibliografia indicada pelos professores, mas como irei me graduar em física achei interessante conhecer um pouco mais sobre a origem e evolução das teorias e cientistas que são tão comuns no meu dia a dia. Embora não seja literatura para entretenimento estou gostando muito e vou resenhar ele aqui no blog assim que terminar.


Em fim, passei aqui só para matar a saudade mesmo.
Um ótimo final de semana para todos vocês.
Beijinhos
A Guria do Blog.


Sabrina Gonçalves

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Resenha - Casais Inteligentes Enriquecem Juntos

Olá meus leitores!
Que saudades que eu estava de vocês!
Não tenho tido muito tempo nem para postar nem para visitar outros blogs, mas prometo que nas férias tiro o atraso!



Hoje estou trazendo a resenha de um livro que não faz muito o meu estilo. Sinceramente não curto livros de auto-ajuda, com raras exceções como os livros do Augusto Cury, mas a minha orientadora da universidade me falou sobre o livro. Disse que embora o titulo fizesse pensar que era apenas para quem já é casado, trazia ótimas dicas que ajudam e muito na organização financeira de quem ainda está Single.

Não vou escrever nada muito detalhado sobre o livro, mas em síntese, é muito bom. Tem ótimas dicas de organização financeira para os casados e solteiros, incluindo planejamentos para alcançar a independência financeira e planos de enriquecimento. Logo no inicio o autor fala dos perfis financeiros possíveis, fazendo uma analogia com os signos quanto a compatibilidade de casais.

O livro fala também de problemas que a maioria dos casais passa que são ocasionados pelo dinheiro (excesso ou falta) e dá dicas para prevenir esses problemas e também para solucionar.

Achei o livro maravilhoso e indico não só para os casados, mas também, e talvez principalmente para os solteiros, pois é na fase de solteiro o melhor momento para se organizar financeiramente e evitar transtornos futuros.

Beijinhos queridos!
Até a próxima
Ass: A Guria do Blog

sábado, 24 de agosto de 2013

#estantes&bibliotecas

Faz o meu estilo, ou seja, quero uma pra mim. =D

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Trechos que amamos - Quote #1

Olá!
Tudo bem com vocês?

Dei uma escapadinha da correria da universidade para fazer um post aqui no meu querido Jardim que está abandonado :( . Só quem estuda em universidade federal sabe como a rotina é corrida e exigência grande, por isso não sobra muito tempo durante a época de aulas para postar aqui. Então, a procura de soluções para esse problema estou criando uma nova coluna para o blog "Trechos que amamos" (título provisório). Nessa coluna, que terá frequência semanal, vou postar quotes de livros que já li para dividir com vocês.

O primeiro quote escolhido é de um livro que já faz um tempinho que li - um ano aproximadamente.
Do livro Comer, rezar, amar de Elizabeth Gilbert:

"Estou aqui, eu amo você. Não me importo se você tiver de passar a noite inteira acordada chorando, eu fico com você. Se você precisar dos remédios de novo, não tem problema, tome - eu vou amar você do mesmo jeito se fizer isso. Se você não precisar dos remédios, vou amar você do mesmo jeito. Não há nada que você possa fazer para perder o meu amor. Vou proteger você até você morrer e depois da sua morte vou continuar protegendo você. Sou mais forte do que a Depressão e mais corajosa do que a Solidão, e nada nunca vai me desanimar." p. 62

Esse trecho foi escrito por Liz em uma de suas crises depressivas noturnas em que ela ia para o banheiro chorar. Nessa noite, ela sente dentro dela uma presença que a acalma e então escreve para si mesma no papel o trecho acima.

Na verdade não me lembro bem o porquê de eu ter destacado esse trecho, mas ele despertou a minha atenção. Agora quero saber de vocês:

Já leram Comer, rezar, amar?
Se a resposta for não, leriam?

Uma ótima semana.
Abraços
guria do blog
Sabrina Gonçalves

domingo, 11 de agosto de 2013

As Crônicas de Nárnia - Príncipe Caspian

Hello Gardeners!

A resenha de hoje é a continuação da série de resenhas do livro As Crônicas de Nárnia em volume único.
Resolvi ler uma crônica de cada vez e ir postando as resenhas.

Quem não leu as anteriores e quiser conferir clique no título para ler.

Hoje trago a quarta resenha, do livro Príncipe Caspian. Faz mais de mês já que eu li, por isso talvez eu deixe escapar alguns detalhes. 


Caspian é o futuro rei de Nárnia. Ele está sob os cuidados de seu tio que assumiu o trono desde a morte de seus pais. Como é o próximo na linha de sucessão é educado e treinado como um príncipe.

O livro trás uma divisão temporal em Nárnia. A família real atual, ou seja, a família de Caspian não são Narnianos, são Telmarinos que tomaram Nárnia e desde então começaram a extinguir as antigas criaturas de lá, conhecidos como os antigos Nárnianos. A babá de Caspian costumava contar histórias sobre os antigos Narniamos, mas escondido do rei, pois era proibido falar sobre eles. Quando foi descoberta a babá foi despedida e um professor foi contratado para ensinar Caspian a escrever, ensinar ciências, matemática e etc. O professor, um antigo Narniano começa a contar-lhe as histórias sobre a antiga Nárnia. Certo dia, depois de nascer o filho do tutor de Caspian, o professor descobre que o rei tem planos de matar o príncipe para que seu filho possa tomar o trono. Assim eles resolvem fugir e contam com a ajuda dos antigos Narnianos para a batalha.

Caspian e o professor tem em seu poder a trompa que foi dada de presente à rainha Suzana, na época em que reinava em Nárnia juntamente com seus irmãos. Essa trompa tem o poder de trazer ajuda. Ele tocam a tropa, mas ficam em dúvida em que lugar da ilha a ajuda irá chegar. Assim, mandam anões para diferentes lugares.

Um dos anões encontra os irmãos Edmundo, Suzana, Pedro e Lúcia que estavam em uma estação de trem na Inglaterra e de repente encontraram-se nas ruínas do castelo de Cair Paravel, onde moraram quando foram reis e rainhas em Nárnia. O anão conta para eles sobre Caspian e os irmãos decidem ajudar. Eles contarão com ajuda de Aslam e todos os antigos Narnianos na luta contra o rei e seu exército.


Príncipe Caspian não foi o melhor livro que eu li das Crônicas de Nárnia, mas eu fico fascinada com o entrosamento entre as histórias. Todos os fatos combinam e se completam é uma das grandes características do mundo de Nárnia e outra coisa que me fascina é o poder que a história tem de me envolver e me levar até Nárnia a distancia de uma página. É como seu eu houvesse entrado no guarda-roupa com Edmundo, Suzana, Pedro e Lúcia.

Não vou classificar esse livro individualmente pois não gosto de escrever as resenhas muito tempo depois de ler, mas o livro é bom. Fica empatado com O leão a feiticeira e o guarda-roupa.

sábado, 3 de agosto de 2013

Lembranças - #Filme2

Olá Jardineiros!

O post de hoje é para falar sobre um filme que assisti e assim que terminei pensei:  "tenho que resenhar no Jardim!", mas antes de falar do filme quero dizer a vocês que diminui a frequência de posts novamente porque minhas aulas já estão a todo vapor e não estou tendo muito tempo, nem para ler, nem para criar posts para o blog, mas descarto a possibilidade de encerrar as atividades ou até mesmo dar um tempo. Amo escrever aqui e compartilhar esse lado da minha vida com vocês.

Voltando ao que interessa, vamos ao filme:


Confesso para vocês que resolvi assistir ao filme só porque Robert Pattinson era protagonista - desculpem aos que discordam, mas ele é lindo!!! - porém, embora receosa pela escolha não ter tido nada e ver com o roteiro e depois acabar sendo quase duas horas de arrependimento, me rendi e assisti.

O filme começa com uma cena de uma mulher com uma menina na estação de metrô. Elas são mãe e filha e estão sozinhas esperando o metrô e a mãe percebe uma movimentação estranha de dois rapazes. Ela é assaltada e depois assassinada na frente da menina. O pai da menina é um policial que vai até onde estavam as duas e leva a menina para casa.

Dez anos se passaram. Agora a história passa a ser contada com enfoque em Tyler Hawkins, um jovem rebelde de 21 anos. Tyler divide apartamento com Aidan e os dois aprontam algumas pela cidade. Em uma noite, eles haviam saído para beber e testemunham uma briga na rua. Tyler se envolve na briga tirando partido de uma das partes e acaba sendo preso pelo policial Neil Craig, pai de Ally Craig, a menina que testemunhou o assassinato da mãe na estação de metrô. Aidan, Tyler e Ally são colegas na escola e assim que Aidan descobre que Ally é filha do policial que os prendeu, convence Tyler a persuadir-la como forma de vingança ao pai. Tyler aceita e eles acabam se apaixonando.

Tyler tem um relacionamento complicado com o pai desde que seu irmão mais velho cometeu suicídio. Ele acha que o pai dá mais atenção aos seus negócios do que aos filhos, Tyler e Caroline. A menina é tímida e retraída, sofre muito na escola e não gosta do pai. Tyler resolve que precisa fazer alguma coisa e tenta mostrar ao pai o que está acontecendo.

O romance de Tyler e Ally passa por problemas quando ela descobre o porquê de Tyler ter se aproximado dela, mas ela o perdoa e eles ficam bem.

Tyler passa a sua vida toda perdido. Ele sente falta do seu irmão e é revoltado pela maneira que seu pai vive e trata os filhos. Isso faz ele questionar a razão da sua vida e o que realmente vale a pena.

O filme é um drama bastante envolvente. Aidan, o amigo de Tyler é muito engraçado. Os problemas e a personalidade dos protagonistas são bem construídos. Mas a emoção mesmo acontece apenas no final. O mais fofo durante todo o filme não é nem o romance de Tyler e Ally, mas sim o relacionamento de Tyler com a irmãzinha.

Para compensar a falta de emoção durante o filme o final é de chorar rios! O desfecho é bastante trágico. (antes que me acusem de escrever spoilers adianto que isso diz na Wikipédia) Tyler é convidado pelo pai para ir ao seu escritório para resolver com os advogados o problema do bulling sofrido pela irmã.
Era uma terça-feira, pela manhã, no dia 11 de setembro de 2001, Tyler estava na janela do escritório do pai, em New York, no World Trade Center (as torres gêmeas).

Não preciso dizer mais nada né? Choreeeeei litros e litros!!! O final é muito emocionante!

Eu já fui muito emotiva, de chorar por qualquer coisa, mas agora estou mais durona, então, para me fazer chorar não é qualquer filme. Só assistindo mesmo pra entender o que eu senti no final do filme e que fez valer a pena os 105 minutos assistindo.

Essa é a dica para o find. Deixo o trailer para vocês.
Assistam o filme e depois me contem o que acharam e quem já assistiu deixa nos comentários a sua opinião.


Beijinhos
guria do blog (hahahaha)
Sabrina Gonçalves

quarta-feira, 31 de julho de 2013

As Crônicas de Nárnia - O cavalo e seu menino - C.S.Lewis

Resenha do terceiro livro pela ordem do volume único das Crônicas de Nárnia pela editora Martins Fontes.

O cavalo e seu menino

Essa história não se passa exatamente em Nárnia, mas envolve os seres de Nárnia. Nesse livro somos apresentados a outras terras, vizinhas de Nárnia. No inicio do livro vemos um lindo mapa que tem as  terras de Tashbaan, Arquelândia, o deserto e Nárnia. As aventuras aqui narradas são protagonizados por um cavalo chamado Bri e seu menino que se chama Shasta e mais duas companheiras que arrumaram no caminho, a égua Huin e sua menina Aravis.

Shasta foi encontrado por um pescador em uma canoa na praia. O pescador o criou, não exatamente com muito amor e carinho, mas lhe dava o que comer. Um dia eles recebem a ilustre visita de um Tarcaã que veio montado em Bri. No meio da noite os dois resolvem fugir juntos já que se sentiam mal tratados por seus companheiros. Bri quer ir para Nárnia, sua terra natal e Shasta aceita ir para lá. No caminho para Nárnia eles precisam passar por Tashbaan por isso passam um dia inteiro planejando sua viagem. Na noite seguinte eles partem. Rumo ao Norte, rumo a Nárnia!

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Lançamentos#2

Olá meus amores! ♥

Entre um trabalho e outro da faculdade passei aqui hoje para trazer mais um lançamento:



Livros sempre me conquistam pela capa!

terça-feira, 23 de julho de 2013

Neve!

Olhem só como amanheceu minha cidade hoje Jardineiros:





 
Lindo néh?
 
Beijinhos
 
Sabrina Gonçalves

segunda-feira, 22 de julho de 2013

#Neve # -13°C

Olá galera!
Não congelaram ainda?
Bom, eu estou lutando para não congelar.
Vocês que não são do sul devem ter ouvido falar nos noticiários nacionais sobre o frio, e o post de hoje é exatamente para falar sobre o frio.
Vejam essa noticia do portal Click RBS, da emissora filiada da rede globo no estado:


sexta-feira, 19 de julho de 2013

O Melhor de Mim - Nicholas Sparks

O primeiro amor deixa marcas para a vida inteira...

Sabe aquele livro que você termina e diz UAU! O Melhor de Mim é um desses. Jamais imaginei que a história terminaria assim! Você pode dizer: "mas as histórias do Nicholas seguem sempre o mesmo padrão". Não vou discordar. Amores da juventude separados por problemas, reencontros que transformam a vida, o amor tudo sofre e tudo suporta, etc, etc, etc. Mas embora este livro não tenha saído do padrão descrito, foi incrível. Quando cheguei nas cem ultimas páginas simplesmente não consegui largar. E o final... Impressionante! O título do livro passa a fazer pleno sentido e não poderia ser melhor.

O casal da vez é Dawson Cole e Amanda Collier, moradores de uma cidade pequena onde todos se conhecem. No inicio o que os impedia de ficar juntos era a diferença social de suas famílias. Os Cole eram uma família de criminosos e os Collier não eram ricos, mas eram uma das famílias mais nobres da cidade. Por armadilhas dos destino eles acabaram se apaixonando perdidamente e

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Lançamentos#1

Olá galera!
Para quem acompanha o blog e já viu uma foto da minha estante, - quem não viu click aqui! -  deve ter percebido que sou super fã da editora Novo Conceito. Me identifico muito com os autores que a editora lança. Sigo as atualizações no Facebook bem de perto e fico ligadinha nos lançamentos. Não sou parceira da Novo Conceito -ainda, portanto este post não é de divulgação comercial, apenas estou compartilhando o meu gosto literário com vocês, pois este é o objetivo do blog. E assim estou inaugurando a coluna lançamentos no Jardim de Leitura.

Eu ainda não sabia, mas a editora já lançou outro livro da Lucinda Riley. Fiquei super curiosa com o lançamento. Geralmente os livros me conquistam pela capa e a Novo Conceito tem uma equipe nota 10 para a criação das capas.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Meme: Incentivo a Leitura

Hello Galerinha!
Passando hoje pra postar um meme que recebi da Lane do blog Coruja Essência. O nome do meme é Incentivo a Leitura e a tarefa é fazer a resenha de um livro, Como o blog é recheado de resenhas escolhi três e vou deixar um trechinho de cada aqui. As resenhas são de livros que li em 2011, 2012 e 2013. Vocês vão notar diferenças na escrita - acho que evolui 'haha'. Confiram as resenhas completas através do link que vou deixar depois de cada resenha.
Espero que gostem.

Lido em 2011:

E se fosse verdade.

Um romance tão diferente quanto engraçado, que nos conta a história de amor de Lauren e Arthur.

-Lauren é uma médica muito dedicada que trabalha no Hospital Memorial de San Francisco e mora em um apartamento situado no primeiro andar de uma casa estilo vitoriano de Green Street.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

O Leão a Feiticeira e o Guarda-Roupa

Continuando a série de posts sobre as Cronicas de Nárnia a resenha do segundo livro pela ordem do volume único da editora Martins Fontes.

O leão, a feiticeira e o guarda-roupa

No segundo livro conhecemos os irmãos Susana, Edmundo, Pedro e Lúcia. A história se passa na Inglaterra a tempos atrás. Na época da guerra essas crianças precisaram se mudar de sua casa para uma casa de campo de um velho professor. A casa era muito grande e tinha muitas salas vazias. As crianças gostavam de aproveitar essas salas para brincarem de esconde-esconde. Numa das brincadeiras a irmã mais nova, Lúcia encontra uma grande sala que além de um guarda-roupa não tinha mais nada. Ela logicamente vê no guarda-roupa um belo esconderijo. Ao entrar no guarda-roupa ela encontra vários casacos de pele, mas resolve se esconder atrás dos casados. Lúcia começa a se mover em direção ao fundo do guada-roupa mas este parece nunca chegar, até que ela começa a sentir frio e nota que o chão está diferente, mais macio. Assim Lúcia descobre Nárnia que estava condenada a viver no inverno para sempre. A menina tem contato com uma criatura de

terça-feira, 25 de junho de 2013

Resenha - Um Amor Para Recordar, Nicholas Sparks

Sparks, Nicholas. Um Amor Para Recordar; tradução Ivar Panazzolo Júnior - Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito, 2011. (Título original: A walk to remember)

"Meu nome é Landon Carter (...)
Esta é a minha história - e prometo contar tudo.
No inicio você vai sorrir e, depois chorar - não diga que não avisei."p.11

Landon Carter é o personagem que narra a história. Ele está com 57 e para contar a história, volta aos 17 anos, no tempo em que se apaixonou por Jamie Sullivan. Nessa época ele fazia o tipo playboyzinho que adora arrumar problemas e que tem um passado em família que motivou tudo isso. Ele e seu grupo eram famosos por aprontarem algumas, como por exemplo ir comer amendoins no cemitério. Na época em que o Landon era jovem isso era considerado coisa de baderneiro. Jamie, por outro lado, era seria e compenetrada. Obedecia seu pai, o Reverendo Hegbert, em tudo e possuía a sua fé. Era uma moça de princípios e por isso mesmo era a chacota dos jovens de sua idade em Beaufort, a cidadezinha em que moravam.
Landon jamais imaginou que sua vida e de Jamie algum dia fossem se unir, e menos ainda que sua vida iria mudar para sempre.
As suas vidas se cruzam no momento em que Landon precisa de um par para o baile em homenagem ao ex-alunos da escola, e sem ter a quem recorrer ele lembra-se dela, que era sua colega desde a infância e era a unica que ainda não tinha um par. Jamie aceita ir ao baile com ele, porém impõe uma condição:

-Você tem de prometer que não vai se apaixonar por mim. 
(...) Eu sorri e dei a minha palavra." p.43

Landon não imaginava que não podeira cumprir com sua palavra e também não fazia ideia do motivo por trás daquele pedido. Jamie tinha leucemia e sabia que cedo ou tarde iria morrer, porém ela e o pai guardavam segredo e esperanças sobre a história e decidiram não contar a ninguém, inclusive para Landon.; até o dia em que o fim se aproxima e Jamie tem que revelar a sua triste realidade. Aqui se revela uma linda história de amor, que ultrapassa os limites da dor, da perda e do preconceito. Um amor puro e uma fé inabaláveis são a essência de Um Amor Para Recordar.

capa americana
Confesso que sou apaixonada pela história. O livro tem um ar de romance antigo, num tempo em que os costumes eram outros, faz lembrar as histórias que minha avó conta, do seu tempo de solteira. A trama é perfeita, não deixa espaço para lacunas e é totalmente envolvente. Claro, quem gosta de cenas românticas e quentes não irá gostar desse ponto, mas faz total sentido considerando que a história se passa nos anos 50/60; porém ninguém pode negar que é um poço de romantismo. Os personagens são bem construídos e embora seja um livro pequeno as histórias por traz de cada um dos personagens são reveladas. As cenas com os protagonistas não são tão abusivas quanto em outras histórias, que de 300 páginas as vezes 290 são só com os protagonistas; assim ficamos com aquele gostinho de quero mais de Landon e Jamie. 
Sou suspeita para falar dos romances de Sparks porque amei todos os que já li e ele é o meu autor favorito, mas Um Amor Para Recordar faz o meu tipo de livro, muito romance e um pouquinho de drama e emoção, embora um pouquinho não seja a medida certa para quantificar o nível de emoção da trama.
Eu recomendo muito esse livro, é ótimo para depois que lemos livros com uma trama mais pesada. É um romance inesquecível!

Classifiquei com 5 estrelas no Skoob.



quinta-feira, 20 de junho de 2013

As Crônicas de Nárnia - O Sobrinho do Mago

Olá meus amores!
Tudo bem com vocês?

Hoje estou dando inicio a uma série de resenhas sobre As Crônicas de Nárnia. Comprei o volume único a um tempo atrás e estava me "esquivando" de ler porque as páginas são muito cheias e pouco atraentes, mas em fim, resolvi pegar o dito pra ler e adivinhem: A-DO-REI!
As Crônicas de Nárnia são sete livros, escritos por C. S. Lewis e contam a história de um país chamado Nárnia. As histórias contam a sua criação e aventuras envolvendo pessoas desse mundo e de Nárnia, não necessariamente na ordem cronológica. Como estou lendo o volume único, vou seguir a ordem colocada pela editora Martins Fontes, que vem a ser a ordem cronológica, não a ordem de lançamento. Em virtude de o livro ser extenso e compostos pelos sete livros vou fazer um post para cada livro. Assim posso ir lendo intercalado com outros.
O primeiro livro lido foi O Sobrinho do Mago. Vamos a resenha:

Capa do Volume Único
O Sobrinho do Mago conta a história da criação de Nárnia. Esse não foi o primeiro livro lançado, mas serve perfeitamente para ler como sendo o primeiro. Ele foi criado para preencher algumas lacunas deixadas nos outros livros. Também pode ser lido depois dos outros, mas recomendo que leiam primeiro este, pois vai melhorar muito a compreensão dos outros livros.

O mago do qual falamos é tio André, ele é metido a feiticeiro e descobre uma magia antiga e poderosa, capaz de transportar seres deste mundo para outro. No inicio de suas experiencias ele manda animaizinhos pequenos, como porquinhos da índia, mas a dúvida quanto ao que acontece quando eles chegam ao outro lado permanece, pois os animais são incapazes de voltar. Um certo dia Digory, que é o sobrinho do mago, juntamente com sua vizinha, Polly, entram por engano no quarto do tio, e descobrem o que ele fazia lá dentro. O tio vê nos dois a oportunidade de testar se é possível voltar e o que tem no outro mundo. As crianças estão com medo, mas tio André acaba ludibriando Polly, que cai na armadilha e é enviada até o outro mundo. Sem ter mais o que fazer, Digory é obrigado a ir atrás de Polly e assim eles descobrem o lugar para onde a magia de tio André envia os seres do nosso mundo.
O lugar não chega a ser um mundo novo, é apenas um lugar por onde se chega a outros mundos, e assim eles descobrem o mundo de Nárnia.
Antes de chegar em Nárnia, porém, eles entram em outro mundo, onde acidentalmente libertam uma terrível feiticeira, a Feiticeira Branca, e na tentativa de livrarem-se dela acabam levando ela até Nárnia, que arressem estava sendo criada. Assim, as aventuras em Nárnia acabaram de começar e agora Digory e Polly precisam derrotar a feiticeira. Eles contam com a ajuda de Aslam, o criador de Nárnia.

No final dessa história existe uma explicação sobre a madeira que produz o guarda roupa que servirá de portal para as viagens entre Nárnia e nosso mundo no livro "O leão a feiticeira e o guarda-roupa" e de como a madeira veio parar na Terra.

Minhas considerações e impressões de leitura.


Apesar de As Crônicas de Nárnia serem livros infantis não tem como não gostar e ficar preso a história. Existem várias lições e ao mesmo tempo em que o livro é infantil ele nos tira do nosso mundo e nos transporta até Nárnia com uma 'magia' incrível. Sem dúvida, As Crônicas de Nárnia foi o melhor livro de fantasia que já li. Algumas pessoas debatem sobre a presença de preceitos cristãos nas Crônicas e não discordo que haja, mas o livro não tem nada de religioso. É uma obra genial!

Voltando ao livro da resenha, O Sobrinho do Mago é um livro ótimo. Tem uma sintonia perfeita com os acontecimentos dos outros livros, principalmente com "O leão a feiticeira e o guarda-roupa". Nem parece que foi escrito depois. Parece que tudo partiu da criação de Nárnia e dos outros fatos que começam nesse livro. Simplesmente perfeito! Não deixa lacunas e nem espaço para dúvidas.

Recomendado para leitores de todas as idades. Não classifiquei ainda no skoob porque preciso terminar de ler todas as cronicas, mas em uma classificação individual, O Sobrinho do Mago fica com 5 estrelas.

domingo, 16 de junho de 2013

Novidades do Mundo Literário

Genteeee
O Nicholas vai estar na Bienal do Livro do Rio de Janeiro!!
pq eu sou pobre??? :'/

A Editora Arqueiro anunciou a data da visita do autor a Bienal.


Eu queria muito poder ir, mas infelizmente não posso.
Quem pode aproveite.

Beijinhos dessa pobre blogueira :'/

Sabrina Gonçalves

terça-feira, 11 de junho de 2013

A Última Nota

O primeiro livro de autor nacional da minha estante!

A Última Nota é um livro escrito por dois autores brasileiros, Felipe Colbert e Lu Piras.

Antes de escrever a resenha, quero dizer que não tinha livros de autores nacionais resenhados aqui ainda (não atuais, apenas alguns clássicos de José de Alencar), pois a maioria dos livros que li era ebooks que conseguia na internet e não se acha quase livros de autores nacionais para download. Só a alguns meses atrás, depois que melhorou um pouco minha condição financeira, consegui comprar meus próprios livros.

A Última Nota estava na minha lista de desejados (por causa da capa), mas eu compro livros com mais frequência no submarino por questões óbvias (preço bom e frete melhor ainda). Como não tinha esse livro lá, esperei sair uma promoção que valesse a pena na Saraiva (porque o frete lá sai caríssimo para a minha cidade). Assim que saiu uma promoção de frete grátis, comprei o livro \o/. Não me aguentei e tive que começar a ler assim que chegou, embora estivesse "atupetada" de trabalhos da faculdade.  Agora, chega de blá-blá-blá e vamos a resenha:


A Última Nota
Felipe Colbert e Lu Piras

Alícia Mastropoulos - a protagonista - é uma moça de uma família grega e tradicional que lhe impõe o regime de seguir as tradições. Ela cursa faculdade de Música (subtende-se que seja bacharelado em Violino), uma das poucas decisões que tomou por si própria e grande influencia de seu avô, Amadheus Mastropoulos. A música era sua grande paixão, mas não era sua unica atividade. Ela ajudava os pais no restaurante (grego) do qual eles eram donos e estava destinada a casar-se com Theodoro Papadakis (ou apenas Theo).

Muitas vezes Alícia precisava escapar da "ditadura grega" de sua casa e então se refugiava na casa de sua avó Cecília. Sua avó era seu conforto e sua alegria, porém a vida de Alícia se resumia apenas a isso: estudar música, ajudar seus pais no restaurante grego, namorar seu namorado grego Theo e seguir as tradições gregas de sua família grega enquanto se prepara para o seu casamento grego e para então constituir sua família grega e ser feliz (do jeito grego) para sempre.

Porém, em um dia inesperado, logo após um concerto acontece algo misterioso, que promete mudar seu destino grego. No dia seguinte ao concerto, depois de receber sua nota baixa e as criticas de seu professor Oscar (Ogroscar) ela recebe um telefonema. De um hospital ela recebe a noticia que um rapaz foi encontrado no coreto, no Parque Lage, em frente o lugar onde foi realizado o concerto, e que ele não lembra de nada, nem mesmo de seu nome, apenas do nome dela. Assustada ela pensa que é Theo e corre até o hospital, mas a surpresa quase a derruba quando vê que o homem deitado na cama não é Theo, mas sim um deus grego, lindo, maravilhoso, tudo de bom e desconhecido. Sua unica reação é admirar o Adônis a sua frente até que ele acorda e ela vai embora.

No outro dia, depois de contar sobre o acontecido para sua amiga e colega Carol, elas decidem voltar ao hospital para tentar conversar com o rapaz, e mais uma vez a surpresa estava lá, esperando por Alícia. Ela é informada que alguém da família foi buscar o Adônis (que agora possui um nome: Sebastian).

O que parecia ter sido apenas um sonho ou coisa passageira se materializa na sua frente quando vai visitar sua avó Cecília. Sebastian está lá, vestido com as roupas de seu avô, e agora Alícia não tem mais como fugir de seu destino....

Como eu disse anteriormente, comprei o livro pela capa. Sou musicista e quando eu vi o violino na capa decidi que precisava ter esse livro, nem ao menos li a sinopse. Compras assim tem um grande risco de arrependimento, porém, A Última Nota, foi um caso de satisfação. 
Felipe Colbert e Lu Piras

A história é muito romântica e envolvente. Mistura as tradições a modernidade, nos apresenta uma cultura diferente, mistura conflitos familiares e amorosos, e ainda por cima tem muita música. Para mim foi um prato cheio. Não senti falta de nada durante a trama, apenas no final senti que faltou algo, mas sinto isso todo final de livro, pois sempre quero saber o que acontece na vida dos personagens depois. Tem também uma pitada de mistério e magia com o aparecimento de Sebastian. Achei a mistura ótima. 

Percebe-se uma fundamentação teórica por trás dos trechos em que se fala em música. Com isso concluí que uns dos autores é musico ou então rolou uma bela pesquisa. O único ponto negativo, que vou ter que concordar com um horror de gente que comentou isso, foi o fato de a sinopse do livro revelar quase toda a história. Claro que os detalhes mais importantes do final não foram revelados, mas mesmo assim, poderiam ter sido mais econômicos na sinopse e mais fartos em algumas cenas no final dos capítulos que pareceram ficar sem conclusão (mas apenas algumas, é bom deixar um pouquinho de dúvida para que a imaginação possa trabalhar).

Em fim, recomendo o livro. 
Avaliei com 4 estrelas no Skoob. Não foram cinco em virtude dos pontos negativos supracitados.

Separei alguns quotes para deixar vocês com vontade de comprar também:

"Aquele parecia ser seu primeiro beijo. Às vezes desengonçado, fugidio, hesitante. Às vezes provocante, intenso, insaciável.
A cada beijo que aperfeiçoava, em meus lábios ficava o sabor doce, fresco e leve, exatamente como eu imaginei que seria quando o conheci. Este não foi meu primeiro beijos em Sebastian. Eu já o beijara algumas vezes nos meus sonhos.
E eu continuaria a beijá-lo, até onde minha felicidade infinita permitisse." p.148

"Talvez Sebastian não entendesse o meu gesto de devolver-lhe as flores. Talvez fosse melhor que apenas pensasse que a gerra entre nós havia acabado. Não era para ser somente uma declaração de paz.
Era para ser, sobretudo, uma declaração de amor." p.143

"Sebastian piscou o olho e disse:
- O topo do mundo, com você, me parece muito perto." p.147


quarta-feira, 5 de junho de 2013

Novidades do Mundo Literário - Nicholas Sparks

Noticias quentinhas do meu autor favorito (♥) Nicholas Sparks!

Foi anunciado hoje na página oficial de Nicholas Sparks no Facebook o local de partida da turnê de lançamento do novo romance do autor "A Viagem Mais Longa" (em tradução livre). A turnê está prevista para o outono deste ano, mais especificamente em 17 de Setembro, e começara em New Bern, na Carolina do Norte. Os demais locais e datas podem ser conferidos no site: http://www.nicholassparks.com/about/2013-book-tour


Bom, como não moro nos EUA resta esperar que o romance chegue ao Brasil.

Assim que receber mais novidades sobre o livro posto aqui.

Sabrina Gonçalves

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Resenha - O Mestre da Sensibilidade, Augusto Cury

O Mestre da Sensibilidade

Cury, Augusto Jorge. O Mestre da Sensibilidade. Rio de Janeiro: Sextante, 2006. (Análise da Inteligência de Cristo; v.2)

"Ele tinha todos os motivos para ter depressão e ansiedade, mas nunca alguém foi tão feliz e livre no território da emoção."p.7

Análise da Inteligência de Cristo é uma coleção de livros escrita por Augusto Cury com o objetivo de trazer uma análise psicológica da vida de Cristo e de algumas pessoas que o rodearam durante a sua jornada.


No segundo livro, O Mestre da Sensibilidade, Cury faz uma análise dos últimos acontecimentos da vida do mestre e trata detalhadamente de cada situação vivida pelo Mestre nos momentos que antecederam sua morte.
Como no primeiro livro desta coleção (O Mestre dos Mestres) todos os assuntos são abordados a luz da psicologia, sem entrar na esfera da fé. Cury fala sobre o comportamento do Mestre perante as situações cotidianas e mostra a sensibilidade do Mestre ao perceber o estado emocional de cada pessoa e o usá-lo para ensinar uma grande lição.
O Mestre da Sensibilidade revela as emoções de Cristo de uma maneira única. Demonstra também seu domínio sobre as emoções e sua perfeita saúde emocional.

Em tempos em que a depressão e outras doenças psicossomáticas são tão comuns, a leitura de O Mestre dos Mestres trás uma nova visão sobre as emoções e coloca como exemplo o maior homem da história, Jesus Cristo. Admiro a propriedade com que Cury trata, a luz da ciência, assuntos antes rotulados de Cristãos.

Recomendo a todos, independente de possuírem um crédulo religioso ou não. Tenho certeza de que esse livro irá acrescentar de maneira positiva a vida do leitor.

"Ele usou cada segundo do seu tempo, cada pensamento da sua mente e cada gota do seu sangue para mudar o destino não apenas do povo judeu, mas de toda a humanidade. Ninguém foi como ele."

Abraços
Sabrina Gonçalves